Deriva de agrotóxicos ameaça criação do bicho da seda

  • 31/03/2024
(Foto: Reprodução)
Atualmente, o Brasil tem pouco mais de 1.000 famílias que trabalham com a criação do bicho-da-seda, número bem menor do que em épocas anteriores. Deriva de agrotóxicos ameaça criação do bicho da seda TV TEM O centro-oeste paulista tem um papel importante na criação do bicho-da-seda. A atividade reúne pequenos produtores que lidam com uma ameaça: a contaminação por agrotóxicos das amoreiras, principal alimento dos insetos, que dificultando o crescimento do setor. Em uma fábrica que fica em Bastos (SP), que é a única do Brasil a trabalhar com produtos de origem do bicho-da-seda, os casulos são recebidos, separados e seguem para o cozimento para dar início ao processo de fiação. Pouco tempo depois, o fio de seda está pronto para passar pelo acabamento. Cada casulo rende aproximadamente 1.400 metros de fio e o maior desafio da empresa é entregar fios com qualidade cada vez maior para atender às demandas do mercado. Finalizados, os fios de seda são exportados para o mundo todo. No ano passado, mais de 260 toneladas foram produzidas. Apesar disso, a indústria tem capacidade para produzir quatro vezes mais, o que não foi possível por causa da realidade no campo. Veja a reportagem exibida no programa em 31/03/2024: Deriva de agrotóxicos ameaça criação do bicho da seda No município de Moreiras (SP), Regina Bizinotti cria lagartas há mais de 30 anos, e para alimentá-las, tem uma pequena plantação de amoreiras, suficiente para manter os bichos-da-seda. A maior dificuldade encontrada por Regina é a contaminação por agrotóxicos que são aplicados na região. Ela conta que já chegou a perder toda a produção por conta disso. Atualmente, o Brasil tem pouco mais de 1.000 famílias que trabalham com a criação do bicho-da-seda, número bem menor do que em épocas anteriores. Genildo é um dos 1.200 criadores do inseto no país, ele cria em média 12 caixas de lagartas e vende aproximadamente 600 quilos de casulos por mês. O que contribui para os bons resultados é que por perto da sua propriedade não existe nenhuma lavoura e recebe aplicação de agrotóxicos, e por isso, consegue manter a mesma média de produção. VÍDEOS: veja as reportagens do Nosso Campo Acesse + TV TEM | Programação | Vídeos | Redes sociais Acesse + TV TEM | Programação | Vídeos | Redes sociais Confira as últimas notícias do Nosso Campo

FONTE: https://g1.globo.com/sp/sorocaba-jundiai/nosso-campo/noticia/2024/03/31/deriva-de-agrotoxicos-ameaca-criacao-do-bicho-da-seda.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Top 5

top1
1. Senti Saudade de Você

Henrique e Juliano

top2
2. Zé Neto e Cristiano

Pátio do Posto

top3
3. Ana Castela

Solteiro Forçado

top4
4. Hugo e Guilherme

Mágica

top5
5. Jorge e Mateus

5 Regras

Anunciantes